Geral

Como a atenção plena pode fazer parte da sua vida diária? Muitas pessoas esperam pela felicidade projetando metas para o futuro, focando em coisas que precisam conquistar para se tornarem seres mais felizes e completos, mas na verdade a felicidade é uma experiência que pode ser vivenciada somente no momento presente, quando estamos imersos no estado de atenção plena.

Estar plenamente atento é algo que todos nós somos capazes de acessar. A prática consiste apenas em nos lembrarmos, momento após momento, de repousar a atenção intencionalmente no que quer que esteja acontecendo, livre de julgamentos. É uma capacidade inata que, através de treinamento consistente – como a meditação –, podemos expandir e desenvolver. No cotidiano podemos praticar de várias formas, de modo que nossa vida se torne nossa prática.

Atenção plena ao alimentar-se

Comer é algo que fazemos todos os dias, geralmente três vezes por dia. Invariavelmente em algum momento precisamos nutrir nosso corpo com algum alimento. Quando escolhemos comer com atenção plena, uma ação ordinária toma outra dimensão: o alimento ganha cor, forma e interesse, nosso corpo e mente se enchem de curiosidade, e o estômago fica satisfeito.

Higiene e atenção plena

Escovar os dentes, tomar banho, lavar a louça são oportunidades maravilhosas para praticarmos e integrarmos mindfulness no dia a dia. Nesses momentos podemos aproveitar também para, como uma brincadeira, mudar hábitos. Experimentar escovar os dentes com a mão não dominante, tomar banho no escuro e lavar a louça lentamente são práticas divertidas que nos tiram do piloto automático, tornando-nos mais presentes.

Trazendo a atenção para o corpo

Em qualquer momento do dia, traga sua atenção para uma parte do corpo, como as mãos, ou os ombros. Se existir alguma tensão, por exemplo nos ombros, permita que o relaxamento encontre essa parte do seu corpo. Faça um “escaneamento” geral pelo corpo sentindo-o por inteiro e soltando qualquer contração desnecessária.

Três respirações conscientes

Na fila do banco, do supermercado; na reunião de trabalho; ou talvez antes de responder a seu filho ou filha, que tal prestar atenção em três respirações? Em qualquer momento e em qualquer lugar, repouse a atenção intencionalmente na respiração natural. A respiração é a melhor amiga da atenção plena.

Atenção plena ao caminhar

E se, ao caminhar, em vez de focar no destino, você prestar atenção à sensação do corpo se movendo no espaço, às solas dos pés ou à sua respiração acontecendo naturalmente? Andar é algo que tomamos como garantido, esquecendo que passamos anos aperfeiçoando o movimento de andar e que um dia toda a nossa atenção já se concentrou nessa ação. Experimente caminhar com plena atenção e mais lentamente do que a velocidade de costume.